Categorias
Naturopatia

Pânico e a Aromaterapia na TV Gazeta

Quem já sofreu ataque de pânico ou desenvolveu o transtorno ou conhece quem passa por esse desafio sabe o quanto esses episódios são sofridos e os óleos essenciais podem ajudar imensamente nesse quadro.

Dia 24 de Maio de 2018 estive com uma nova pauta no Programa Você Bonita da Tv Gazeta para falar sobre a aromaterapia aplicada aos episódios de pânico e o acompanhamento junto ao tratamento escolhido pelo paciente.

Um grande abraço a todas e todos,

Stela Kiill

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=WhlFlUuJFdo&w=560&h=315]

Categorias
Artigos Naturopatia

Junipero – Juniper communis (berry)

Esse é um dos óleos essenciais que considero indispensável no kit de um aromaterapeuta, é uma preciosidade em muitas e muitas formas e a primeira delas é a primor necessário para se extrair o óleo dessas frutinhas, porque não é qualquer fruta que pode ser usada… não… somente aquelas que já tem mais de dois ou três anos é que podem ser colhidas, ou seja, a matéria prima precisa passar por um lento período de amadurecimento, passar por invernos e verões para que possa, então, sair pelo mundo para auxiliar medicinalmente as pessoas.

Claramente é um óleo essencial com capacidade de nos ajudar nos processos internos de amadurecimento, onde a vida já está nos cobrando que passemos a agir e não mais a reagir com um ego descontrolado e feroz. A necessidade desse óleo num tratamento é uma grande benção, é sinal de que a vida já te enxerga com capacidades adultas e responsáveis a serem desenvolvidas, a vítima que somente sofre e espera que os outros mudem para que ela seja feliz está pronta para ir e dar lugar a um ser agente e criativo, maduro em seu sentir e conectado com a essência da alma.

Na Antiga Suméria, os galhos do junipero (zimbro aqui no Brasil) eram queimados para a deusa Inanna, deusa da fertilidade e também símbolo de amadurecimento, afinal só damos frutos bons quando estamos prontos para isso, e não me refiro somente a filhos, mas a projetos, sonhos, relacionamentos. Inanna, sob outros nomes e com algumas variações é vista em outras mitologias posteriores como Vênus e Oxum.

No Egito Antigo os registros medicinais e religiosos do junipero foram encontrados em papiros, tanto para tratamento de lombrigas como em material de incenso. Já na aromaterapia moderna, um dos seus principais usos é para infecções do trato urinário, problemas de retenção de líquido, inchaço, varizes, problemas respiratórios entre muitas outras indicações.

Seu aroma nos proporciona a beleza e a purificação de uma mata recém visitada pelas chuvas de verão. Quando estiver com os pensamentos exacerbados, não deixe de usá-los e se entregue a essa viagem de frescor e aventura que essa dádiva pode propiciar.

Grande abraço,

Stela Kiill

Categorias
Naturopatia

Óleo Essencial de Eucalipto Smithii

Nativo da Austrália, temos hoje conhecimento de cerca de 700 espécies de Eucalipto, e dessas cerca de 500 produzem óleos essenciais para diferentes segmentos da indústria como produtos de limpeza, alimento e por fim os medicinais que são quatro os mais usados – Citriodora, Radiata, Globulus e o Smithii.

O tipo Smithii tem em sua composição um Óxido chamado 1.8 cineole que torna sua ação mais suave para o organismo que já está debilitado por problemas respiratórios, especialmente congestão nasal que decorre de muitos desses quadros. Esse componente tem forte ação mucolítica (desfaz o muco), antibactericida e analgésica.

O que gosto muito de analisar em todas as plantas é a botânica de suas características de comportamento junto à natureza e no caso do Eucalipto, há duas características interessantes que é a capacidade de drenar para si água de terrenos alagadiços, ou seja, ele tem a capacidade de puxar a umidade do solo para si (isso pode ser prejudicial em alguns locais, por isso é temido por produtores dependendo de onde é plantado), então temos a clara conexão entre a ação mucolítica e a capacidade drenadora da árvore. Em termos emocionais, se refere a capacidade energética das folhas de esterilizar e limpar emoções (que são ligadas à energia das águas) estagnadas, bloqueadas e já deterioradas dentro de nós.

As folhas frescas ou secas podem ser usadas em forma de infusão para inalação, para isso é só ferver água, colocar sobre as folhas numa bacia, jogar a água, cobrir a cabeça da pessoa com um lençol ou toalha e deixar inalar por uns 15 min. Caso você tenha um umidificador de ambiente, é interessante seu uso nessa forma, porque como tem a faculdade de esterilizar o ambiente, se torna um curador para a pessoa debilitada e uma proteção contra a proliferação da doença pelo ar. Outra forma de uso, mas mais indicada para uma limpeza energética é colocar as folhas entre o colchão e o lençol e fazer uma oração para a necessidade do momento.

Esse último uso está muito relacionado a um fenômeno característico dos Eucaliptos que se chama alelopatia, que consiste na capacidade de dificultar ou mesmo impedir o crescimento de outras plantas a seu redor, ou seja, a  eficácia dela em proteção energética é notável, por isso também é muito utilizada em defumações e sua ação é atemporal 😉

E está ai, Eucalipto é muito mais do que para perfumar a saúna <3

Grande abraço,

Stela